Quinta-feira
23 de Setembro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba informações atualizadas da sua área de interesse
Seu nome
Email

INSTITUCIONAL: Último dia para se inscrever no curso “Justiça Restaurativa: um novo olhar sobre a Justiça” da Esmaf

Nesta sexta-feira, dia 23 de julho, é o último dia para se inscrever no curso da Escola de Magistratura Federal da 1ª Região (Esmaf) sobre Justiça Restaurativa (JR). Magistrados e magistradas interessados devem se cadastrar por meio do portal da Esmaf. A formação “Justiça Restaurativa: um novo olhar sobre a Justiça” tem o objetivo de difundir e trabalhar o conhecimento sobre a JR no contexto da Cultura de Paz, destacando seu papel como política pública. O conteúdo é amplo e aborda a filosofia, o histórico, os fundamentos e as metodologias da JR, com reflexões sobre os seus espaços de prática e comparações com outros sistemas de Justiça vigentes. O curso se distribui em cinco módulos e conta com aulas síncronas, fóruns de discussão assíncronos e círculos de construção de paz, totalizando 28 horas-aula. Credenciada pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), a formação é válida para promoção e vitaliciamento. A coordenação está a cargo da desembargadora federal Gilda Sigmaringa Seixas, coordenadora do Sistema de¿Conciliação da 1ª Região (SistCon), e dos juízes federais Osmane Antônio dos Santos, criador do Núcleo de Práticas Restaurativas da Subseção Judiciária de Uberaba/MG, e Pedro Felipe de Oliveira Santos, coordenador pedagógico da Esmaf. As aulas ao vivo serão ministradas por persos profissionais da Justiça e especialistas em Cultura de Paz, a saber: • Reynaldo Soares da Fonseca, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ); • Lia Diskin, fundadora da Associação Palas Athena; • Egberto de Almeida Penido, juiz titular da 1ª Vara Especial da Infância e Juventude da Capital/SP; • João Batista Salm, professor do Departamento de¿Justiça¿Criminal da Governors State University, em Chicago/EUA; • Luís Fernando Bravo de Barros, mestre em Estudos de Paz e Conflito pela Cátedra de Estudos de Paz da UNESCO; • Célia Maria Oliveira Passos, professora doutora em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); • Marcelo Nalesso Salmaso, juiz de direito membro do Grupo Gestor da Justiça Restaurativa do TJSP; • Thales Messias Pires Cardoso, procurador da República e mestre em Direito Constitucional pela Universidad de Sevilla, na Espanha; • Audrey Borges de Mendonça, procurador da República e doutor em processo penal pela Universidade de São Paulo (USP); • Osmane Antonio dos Santos, juiz federal na 2ª Vara da Subseção Judiciária de Uberaba/MG; • Katia Herminia Martins Lazarano Roncada, juíza federal no Juizado Especial Federal de São Paulo (JEF-SP); • Fernão Pompêo de Camargo, juiz federal em Campinas/SP; • Cristina de Albuquerque Vieira, juíza federal no Rio Grande do Sul; • Catarina Volkart Pinto, juíza federal em Novo Hamburgo/RS. A prática da Justiça Restaurativa é apoiada pela Resolução 225/2016 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Portanto, a iniciativa da Esmaf visa manter os magistrados e magistradas da Justiça Federal da 1ª Região preparados e atualizados. Clique aqui para mais informações.   AB/LS Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região 
23/07/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia